Juiz concede tutela de urgência para banir assédio moral no Bradesco

Juiz concede tutela de urgência para banir assédio moral no Bradesco
20 ago 2019

Segundo os depoimentos, o banco utiliza práticas abusivas ao exigir o cumprimento de metas.

 

Os profissionais eram ameaçados de demissão e sofriam pressão diariamente por meio de audio-conferências, ligações e reuniões. Também era recorrente a prática de impedir a saída dos trabalhadores ao fim do expediente enquanto a meta estabelecida para o dia não fosse cumprida.

 

Apurou-se ainda, por meio dos depoimentos, que o banco demitiu trabalhadores que tiveram suas famílias sequestradas enquanto eram levados às agências bancárias em tentativas de abertura do cofre. Caso o funcionário entregasse dinheiro para os assaltantes, o trabalhador responsável pelas chaves da agência poderia ser demitido.”

 

COMENTÁRIO

A importância de treinamento, cuidado, compliance e medidas preventivas.

Matéria Completa: Conjur

Share

Benhame - Sociedade de Advogados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Accessibility